NOTÍCIAS

2 de outubro é dia de ocupar as ruas pelo #ForaBolsonaro

2 de outubro é dia de ocupar as ruas pelo #ForaBolsonaro

20/09/2021

Com o país mergulhado em uma crise sem precedentes, provocada pela incompetência na gestão do país e  ações equivocadas, autoritárias e antidemocráticas de Jair Bolsonaro (ex-PSL), e de seus ministros inúteis, a única saída para o Brasil é o #ForaBolsonaro, afirma o presidente Nacional da CUT, Sérgio Nobre, que convoca todas as entidades filiadas à Central e os trabalhadores e trabalhadoras para o atos contra o presidente, que serão realizados no dia 2 de outubro (#2outForaBolsonaro).

“A classe trabalhadora tem a tarefa prioritária de ir às ruas no próximo dia 02 de outubro protestar contra o desastroso governo Bolsonaro, exigir o Fora Bolsonaro”, diz o dirigente.

Lutar contra a fome, o desemprego, a miséria, a disparada da inflação e a morte é o instrumento essencial que os trabalhadores e as trabalhadoras têm para garantir a sobrevivência, afirma Sérgio Nobre, que enumera as várias tragédias vividas pelos brasileiros para ressaltar a importância de estar nas ruas, pressionando pelo fim deste governo.

Além do aumento da fome e da miséria, o país já tem mais de 589 mil mortes por Covid-19,  resultado direto da negligência, negação à ciência de Bolsonaro, que chamou a pandemia de gripezinha, e até envolvimento de membros do seu governo em irregularidades na compra de vacinas, casos que estão sendo investigados pela CPI da Covid do Senado.  

Juntos, somos muito mais do que eles

Os atos do dia 2 de outubro estão sendo organizados pela CUT, demais centrais sindicais, pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, entidades que fazem parte da Frente Nacional Fora Bolsonaro.

A convocação é reforçada pela mobilização de partidos de oposição ao governo que formaram uma frente unificada que estará mobilizada para os próximos atos. Além do dia 2 de outubro, uma nova manifestação para o dia 15 de novembro já está sendo organizada.

Presidentes dos partidos PT, PSOL, PCdoB, PSB, PDT, Rede, PV, Cidadania e Solidariedade participaram de um encontro esta semana e reforçaram a participação nos atos.

Comentários

Deixar um comentário
Imagem pré-carregada