NOTÍCIAS

Empresa Especialy desrespeita direitos básicos e coloca em risco saúde e segurança das trabalhadoras da Merenda Escolar de Boituva

Empresa Especialy desrespeita direitos básicos e coloca em risco saúde e segurança das trabalhadoras da Merenda Escolar de Boituva

08/10/2021
Fonte: Assessoria de Imprensa do Sindirefeições Ts

O Sindirefeições Ts vem recebendo diversas reclamações e denúncias da empresa ESPECIALY, responsável pela merenda escolar de Boituva, que além de não cumprir a CCT, ainda desrespeita diversos direitos garantidos pela CLT.  

- Pagamento de salário: Deve ser feito até o quinto dia útil, porém todos os meses há atrasos e a empresa alega que tem direito de fazer o pagamento até o dia 10;

- Salário: rebaixado na CTPS digital, sem qualquer explicação;

- Função: registrada como Merendeira, correto previsto em CCT – Cozinha escolar;

- Sobrecarga e falta de mão de obra: as aulas municipais retornaram em 04/10, até o momento a empresa não contratou mais trabalhadoras, gerando sobrecarga de trabalho, podendo acarretar problemas sérios de saúde e acidentes, pois há escolas com somente 01 (uma) funcionária;

- Demonstrativo de Pagamento: É direito do trabalhador receber o seu demonstrativo, porém a empresa simplesmente não fornece;

- Não há horário de Refeição: a empresa exige permanência nas escolas, para receber mercadoria no horário de refeição/descanso;

- Vale Transporte: Direito garantido pela CLT, porém nenhuma trabalhadora recebe, tirando assim recursos próprios para se locomover até o trabalho;

- Vale Alimentação/Cesta-Básica:

a)            Empresa alegou pagamento após dia 17, sendo previsto em CCT até no máximo no 15º dia do mês subsequente.

b)           Valor não reajustado pagamento de R$146,00 sendo correto R$ 161,00.

c)            Trabalhador perde direito quando apresenta afastamento justificado (atestado), sendo correto perder o benefício somente quando há falta injustificada.

- Assistência Medica: Direito a partir de 180 dias após admissão, porém a empresa nunca ofereceu desde o contrato anterior.

- PLR: Previsto em CCT negociação, porém a empresa não apresentou proposta;

- Reembolso Creche: Empresa não oferece benefício, previsto em CCT para filhos até 6 anos.

- Homologação: Previsto em CCT com assistência e conferencia do sindicato, porem a empresa realizou direto com a supervisora.

- Uniformes:  Previsto em CCT que a empresa forneça 3 kits, porém forneceu somente 2;

- Epi’s: Trabalhadoras assinam as fichas de recebimentos de Epi’s, entretanto sem receber de fato os itens.

Em visitas nas escolas detectamos falta de:

a)            LUVA TERMICA, de punho longo para altas temperaturas;

b)           LUVA DE MALHA DE AÇO, para cortes;

c)            LUVA DE LATEX

d)           BOTA DE SEGURANÇA – PVC

e)           AVENTAL DE PVC

f)            AVENTAL TERMICO, longo para altas temperaturas (com proteção para chamas, respingos e vapores quentes)

g)            MANGOTE

h)           OCULOS DE PROTEÇÃO

i)             PORTETOR OCULAR

- Salario Família: Direito para filhos até 14 anos, no entanto a empresa alega pagamento somente até 10 anos.

Como é possível verificar, são inúmeras as irregularidades que a empresa vem cometendo em se tratando de direitos trabalhistas, à frente da merenda escolar de Boituva.  

Comunicamos às trabalhadoras que nossa equipe tem notificado e cobrado a empresa para sanar essas pendências o mais rapidamente possível e que também foi notificada a Prefeitura Municipal de Boituva.  

Não podemos permitir que direitos básicos sejam desrespeitados dessa maneira e alguns deles ainda, colocando em risco a saúde e segurança da categoria.

Comentários

Deixar um comentário
Imagem pré-carregada